Feeds:
Posts
Comentários

Archive for junho \29\UTC 2010

Como na famosa música cantada pela divina Amália Rodrigues, minha casa terá sobre a porta um São José de azulejo. Além de ser uma casa portuguesa, minha mãe nasceu no dia de São José e ele é o padroeiro da família.

Cafona? To nem aí! 🙂

“Numa casa portuguesa fica bem,
pão e vinho sobre a mesa.
e se à porta humildemente bate alguém,
senta-se à mesa co’a gente.
Fica bem esta franqueza, fica bem,
que o povo nunca desmente.
A alegria da pobreza
está nesta grande riqueza
de dar, e ficar contente.

Quatro paredes caiadas,
um cheirinho à alecrim,
um cacho de uvas doiradas,
duas rosas num jardim,

um São José de azulejo,
mais o sol da primavera…
uma promessa de beijos…
dois braços à minha espera…

É uma casa portuguesa, com certeza!
É, com certeza, uma casa portuguesa!

No conforto pobrezinho do meu lar,
há fartura de carinho.
e a cortina da janela é o luar,
mais o sol que bate nela…
Basta pouco, poucochinho p’ra alegrar
uma existência singela…
É só amor, pão e vinho
e um caldo verde, verdinho
a fumegar na tigela.”

Read Full Post »

Idéias para a cozinha

Quando se faz uma reforma, uma das coisas que ficam martelando na cabeça é o caráter definitivo das coisas. Que cor escolher para a casa? Para as portas e janelas? Ok, depois de um tempo posso trocar a cor de novo mas….e o revestimento da cozinha??? E o muro da frente??? E o tamanho da bancada na cozinha americana??? Que dúvida cruel!!!
É quase pra sempre!

Nas minhas passagens pelos milhões de blogs e sites sobre o assunto, vou separando o que me agrada (o que é um problema, pois muita coisa me agrada…).

Essa cozinha, por exemplo: que delícia! Que doce! Gosto do amarelo, gosto da mistura de cores, do azulejo revestindo somente uma parte dela, das cortininhas do armário da pia, da mesinha retrô, da cristaleira (nem se fala!)….mas….minha cozinha não tem nem a metade do tamanho desta, não posso ter armários abertos com cortininhas pois seria mais fácil entrar bicho (leia-se: minhas inimigas baratas), não sei direito se essa tinta que substitui os azulejos é realmente impermeável (sim, tenho medo de arriscar e não possuo mão-de-obra qualificada)…enfim…o conceito dela me inspira, mas fazer igual seria difícil.

Essa eu amo! Suuuper retrô, mescla branco com muitas cores, uma parede azul QUE É DE BABAR e uma geladeira Frigidaire como a minhaaaa!!! Vermelha tb! Mas o chão….eu não chegaria a tanto. Não combina com uma casa de praia.

Ladrilho hidráulico….amo! Mas para casa de praia..sei não…

Essa sequência agora eu agradeço à Lilly, do Blog da Reforma, que fez um post em homenagem à minha casinha. Pena que eu demorei demais pra postar aqui…. 😦
Enfim, a sequência mostra uma cozinha simples, retrô e linda! Que realmente tem tudo a ver comigo (talvez só falte umas cores mais vivas).

Ai, ai….azulejos só na cabeceira da pia. Queria fazer uma composição só com azulejos antigos, em tons pastéis…to pensando ainda.

E as prateleiras arrumadinhas bem no estilo vovó, que eu gosto tanto.

Read Full Post »

Nossa…to tão musical, né?
Isso foi só para falar das janelas…hehe

Esta será a janela da cozinha

Esta é a do banheiro

A dos quartos e sala esqueci de fotografar, mas é como a da cozinha, só que com três folhas (veneziana fixa, vneziana móvel e vidro) com 1,50 a da sala e 1,20 a dos quartos.

Na sala ainda vou colocar duas seteiras, para iluminar melhor o ambiente:

Portas internas e dos fundos (almofadada), todas com 0,80cm para a Val poder circular de cadeira de rodas numa boa.
Sim, uma casa com ACESSIBILIDADE!

Read Full Post »

Orçamento de portas e janelas!
Já fiz 3 orçamentos e há uma diferença boa entre eles. É coisa que vale a pena pesquisar. Outro ponto importante é: o lugar deve ser indicado por alguém…vc deve ter confiança m comprar lá. Ouvi casos em que compra madeira Angelim e entregam uma outra, muito parecida…ou nem entregam. Então, cuidado!

Vi 3 opções de porta balcão que gosto muito.

A veneziana tradicional

A veneziana espanhola (que tem as abas mais largas)

A almofadada

Read Full Post »

MÃOS À OBRA

Ontem fui lá verficar o andamento da primeira semana da reforma e pagar a quem devo.
1000,00 de laje
300,00 pela mão-de-obra da primeira semana (não foram pagos os 750 pois a reforma em si ainda não começou)
500,00 (parcela 1 de 3 do serviço de arquitetura e regularização)
3500,00 de material (paguei semana passada)

A casa já foi destelhada e limpa!!! Já tem outra cara, é impressionante!

Madeira que presta, separada de madeira que não presta (mas acho que só vou usar madeira nova…xÔ cupim!!!)

Admiro quem trabalha de forma limpa…olha como a casa já tem outro aspecto por dentro também…

A varanda da frente se manteve por enquanto.

Não me canso de lembrar: era uma casa muito engraçada, não tinha teto, não tinha nada…rsrsrs

Vista de cima

Read Full Post »

FECHANDO NEGÓCIO!

Pedeiro escolhido, arquitetura escolhida material orçado, chega a hora de ir lá e fechar negócio com eles.
Em aproximadamente 8 semanas a emrpeitada 1 está pronta.

Prepare contrato de prestaçãode serviço, me muni de um “caderninho de reforma” onde anexo todos os oçamentos e etapas do processo e um bloco de recibo. É imprescindível nesta etapa se munir de toda a parafernalha burocrática para que não se tenha aborrecimentos. Assim, as duas partes ficm tranquilas: o contratado e o contratante.

Read Full Post »

AS NEGOCIAÇÕES

Depois de um looooongo tempo sem nenhum progresso, voltamos à Araruama com objetivos traçados: orçar pedreiro, orçar material de construção já baseado com fatos reais, orçar serviço de arquitetura e legalização.
Pra começar, a velha questão: reformar ou reconstruir…

Depois de conversar com dois pedreiros e o rapaz do serviço de arquitetura e regularização, todos foram unânimes em concordar com meu tio: a casa ainda mantém sua estrutura perfeita e não há necessidade de reconstruir. Assim, eu gastaria muito menos.

Só para se ter uma idéia, o orçamento da casa da etapa zero até a laje, telhado, instalação elétrica e hidráulica etc. (o que chamo de 1ª empreitada) me custaria mais de 6000,00 SÓ DE MATERIAL.

O orçamento pela mesma empreitada, sendo que começando “do meio do caminho” até chegar na mesma etapa, me custa uma média de 3000,00.

Muuuuuuuuuuita diferença!!!

Mão-de-obra: “pedreiro 1” cobraria 6000,00 pela 1ª empreitada começando do zero ou não. Pedreiro 2 cobraria 7600,00.
Ambos têm conhecimento técnico. Além do aspecto fianceiro, há um aspecto importantíssimo: A INTUIÇÃO. Meu coração me mandava escolher o pedreiro 1.

A parte de arquitetura: 1500,00 pelo serviço completo com um rapaz já conhecidíssimo no ramo e que conhecemos há mai de 30 anos ou 1650,00 pelo serviço de uma moça que não conheço, embora tb me parecesse competente. Mais uma vez o quesito INTUIÇÃO se alia ao quesito ORÇAMENTO e opto por ele.

Read Full Post »